©2018 by TECHNITE CONSULTORIA EM SOLUCOES DIGITAIS LTDA

Evite ataques ao roteador da sua casa

Se você ainda não sabia: seu roteador pode ser infectado com vírus, assim como celulares e notebooks. Todo dispositivo que tenha acesso à Internet pode ser hackeado.


Existem 2 tipos de ataques comuns aos roteadores, “GhostDNS” e “SonarDNS”. Os invasores interceptam os dados e usam suas informações para os mais diversos golpes. Ou seja, esse é um dispositivo que você também deve proteger com alguns cuidados diários.


ATUALIZAÇÃO DO FIRMWARE


O roteador tem um sistema operacional, o Firmware, que controla seu desempenho. E assim como seu smartphone, seus criadores também melhoram e reparam danos em atualizações operacionais.


Normalmente, o próprio sistema do dispositivo avisa a disponibilidade de novas versões. Sempre deixe o Firmware atualizado, pois é provável que haja reparos a serem feitos na segurança do aparelho.


Caso você não seja avisado, deve acessar o site do fabricante e verificar se há alguma nova versão do seu roteador.


Outra medida que você pode tomar é não utilizar dispositivos antigos, pois eles sofrem com a falta de atualizações nos sistemas de segurança.


MUDE O LOGIN


Assim que você acessa pela primeira vez o roteador, irá perceber que ele já vem com o login padrão de fábrica. Entretanto, por ser um padrão, os hackers costumam utilizar essas senhas e usuários para tentar invadir seu dispositivo.


Por isso, você deve colocar nomes complicados e que não sejam relacionados a suas informações pessoais. E de preferência, alterar a senha com frequência.


ACESSO REMOTO


É possível acessar remotamente a interface do seu roteador por qualquer conexão à Internet. Ela foi criada para facilitar o gerenciamento da rede, porém ela pode ser usada para que os invasores entrem.


A melhor medida a se fazer é não utilizar esse recurso, mas caso haja necessidade, você deve configurar uma rede “VPN” para utilizar o acesso remoto e evitar brechas de entrada.


REDES DIVERSAS


Criar várias redes de uma mesma conexão para diferentes usos é uma boa medida para evitar a infecção de vírus. Desse modo, você isola o trafégo de dados da rede principal.


Deixe uma para seu uso pessoal, outra para convidados e uma terceira para a conexão com equipamentos inteligentes da sua casa, se tiver, como televisões e geladeiras.



Gostou deste artigo?


Continue lendo os artigos do nosso Blog para aprender tudo sobre tecnologia e segurança!

1 visualização